Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mapa dos mecanismos da Convenção das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (UNFCCC)

Quinta-feira, 21.11.13

Conferência após conferência, as negociações climáticas estão cada vez mais complexas, e torna-se difícil descodificar o rol de siglas que correspondem a organismos, mecanismos e acordos no âmbito da Convenção das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (UNFCCC, na sigla em inglês). Talvez por isso, o grupo de trabalho "Ad Hoc" sobre a Plataforma de Durban para Ação Fortalecida (ADP), um dos mais importantes nesta COP19, pediu ao secretariado que compilasse uma visão geral das várias componentes da Convenção. O resultado pode ser consultado neste documento de 36 páginas (em PDF) ou na versão resumida online (ambas em ingês). [Fonte: UNFCCC]

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Quercus às 09:00

WRI propõe caminho para um novo acordo climático em 2015

Domingo, 10.11.13

O World Resources Institute (WRI) publicou recentemente um relatório (PDF) que pretende ajudar os países signatários da Convenção-Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas  (UNFCCC) a chegar a um novo acordo internacional justo e ambicioso em 2015.

O documento surge a poucos dias do arranque de mais uma Conferência das Partes da convenção, a COP19, que começa amanhã, na Polónia, e sugere pistas para o desenrolar das negociações até à COP21, de 2015, incluindo formas de chegar a entendimento sobre as metas de redução de emissões dos gases de efeito estufa (GEE).

"Como devem os países signatários comprometer-se a reduzir as emissões de GEE de uma forma que reforce a confiança no sistema internacional e que impulsione a acção colectiva, a fim de manter o aumento da temperatura global abaixo de 2°C? Anteriormente, a resposta centrava-se em duas abordagens diferentes: os países apresentariam o que estavam dispostos a fazer, sem orientação internacional, ou, os compromissos das Partes seriam negociados e determinados internacionalmente, sem ter em conta as propostas apresentadas inicialmente por cada país".

O WRI considera que nenhuma das abordagens parece adequada para o regime pós-2020. "Precisamos de reunir o melhor de cada abordagem e criar uma nova arquitectura de mitigação que impulsione a ambição e a equidade, e que esteja profundamente enraizada nas economias nacionais. Para isso é necessário encontrar a combinação certa entre a soberania nacional e a coerência multilateral, um objectivo desafiador, mas essencial", defende o WRI. [ver propostas do WRI - em inglês]

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Quercus às 17:50





calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



subscrever feeds